Teen

CONCEITO

Destinado a jovens  na fase de especialização (13 anos a 17 anos) e na fase de aproximação (18 anos a 21 anos), integra o treinamento como um passo dentro do processo de ensino-aprendizagem-treinamento, educação física e autodefesa técnica, em um processo de formação esportiva, respeitando a relação carga, volume,intensidade, levando em conta os conteúdos psicossociais.

OBJETIVO

O treinamento tem o objetivo de formação, de preparação, não somente para o alto nível mas também preparação para uma vida salutar. O desenvolvimento adequado e sistematizado dos conteúdos inerentes às capacidades coordenativas específicas, que por sua vez, formam parte de um processo de interação de três grandes grupos funcionais: as capacidades de condução de movimento, de adaptação do movimento e a de aprendizagem.

A AULA

A aula é baseada em princípios pedagógicos, biológicos, metodológicos e de gerenciamento do processo de ensino-aprendizagem-treinamento. A intenção é sistematizar o processo de formação esportiva, havendo uma coincidência entre os períodos de duração de cada uma delas e a evolução ontogenética e, por outro lado, evitando a especialização precoce, assim como a alta competição.

O TREINAMENTO

13 – 17 anos

Nessa fase começamos o aperfeiçoamento e a especialização técnica. É importante destacar a necessidade de trabalhar as técnicas em situações representadas em forma de exercícios, onde a requisição da técnica seja variada, nos seus parâmetros de execução e de aplicação.  A “inteligência” esportiva continuará a ser desenvolvida através de atividades que exijam a aplicação do conhecimento adquirido na formação e no aperfeiçoamento, de forma a produzir uma transformação em ações esportivas.

Destacamos a importância do processo de ensino-aprendizagem-treinamento e do princípio da variabilidade da prática, fundamentais para o desenvolvimento de habilidades motoras e do treinamento técnico. Enfatizamos a formação inteligente, parte integrada dentro do processo de ensino-aprendizagem-treinamento, que tem como objetivo a iniciação do treinamento marcial com vistas ao alto nível de rendimento, ou para o esporte menos compromissado e mais orientado para o lazer e a saúde, orientado para a participação, a integração e a socialização.

18 – 21 anos

Nesta fase, pode ser considerada como o momento mais importante na transição do jovem para uma possível carreira esportiva. Aqui se definem os caminhos e se observa se será possível visar o esporte de alto rendimento e a profissionalização. Destacamos a importância da formação global do ser humano, proporcionando o desenvolvimento psicomotor, o desenvolvimento de capacidades cognitivas, a manutenção da saúde e da prática de atividades físicas e esportivas como hábito contínuo.

Enfatizamos juntamente com o trabalho de aperfeiçoamento e otimização das capacidades técnicas e físicas, a importância de conceder um grande espaço de tempo a otimização das capacidades psíquicas e sociais, permitindo a integração com a fase seguinte, permitindo um significativo aumento da relação das cargas de treinamento.

OS BENEFÍCIOS

O desenvolvimento adequado das habilidades motoras e senso-perceptivas, enfim, são parte vital do ciclo total do crescimento cognitivo. A inter-relação é sempre vista sob a perspectiva das atividades motoras e do desenvolvimento das capacidades cognitivas e a futura construção das funções mais complexas, considerando o desenvolvimento das capacidades do indivíduo conforme dois processos:

Aprendizagem motora ao treinamento técnico
  • Desenvolvimento psicomotor do adolescente.
  • Desenvolvimento  dos processos de adaptação biológica em cada faixa etária.
  • Desenvolvimento dos princípios do treinamento aplicados a fases específicas do adolescente.
Desenvolvimento das capacidades ao treinamento
  • Desenvolvimento da capacidade resistência.
  • Desenvolvimento da capacidade força.
  • Desenvolvimento da capacidade flexibilidade.
  • Desenvolvimento das capacidades coordenativas.